A prática que já é conhecida entre as gigantes multinacionais, passa a ser uma tendência em empresas de todos os tamanhos; entenda como crescer e ser mais eficiente com BPO.

Muitas vezes, quando surge a pergunta “o que significa BPO”, a resposta vem de forma simplificada: é a terceirização.  Este artigo vai mostrar que não é tão simples assim a definição desse termo, que é cada vez mais frequente no mundo corporativo – entre grandes, médias e até pequenas empresas.

O que é BPO?

O termo vem de uma sigla em inglês, que significa Business Process Outsourcing – traduzido, significa Terceirização de Processos de Negócios.

Como já dito anteriormente, apesar de ter esse conceito no nome, BPO vai além da terceirização.

Na prática, significa deixar sob a tutela de empresas terceirizadas alguns processos da empresa, que não façam parte da função principal da empresa, ou seja, o core business.

Exemplificando: uma empresa de educação não vai terceirizar as suas ações pedagógicas – mas o departamento de Tecnologia da Informação, por exemplo, pode ser conduzido por uma empresa de natureza tecnológica que preste esses serviços.

Em linhas gerais, é essa proposta que norteia o BPO.

BPO traz vantagens à empresa?

Levando em conta que o BPO está presente nas maiores companhias do mundo, claro que a resposta a essa questão tende a ser positiva, não é mesmo?

Mas vamos por partes: com a terceirização proposta pela BPO, é possível acelerar e dar mais eficiência em determinados processos da empresa – sanando problemas, melhorando a qualidade e trazendo benefícios financeiros.

Um ponto central das ações do BPO está na etapa inicial de análise.

Ao contratar esse serviço, uma equipe vai cuidar da compreensão detalhada de cada movimentação interna desse departamento para que, a partir desse pleno conhecimento, sejam tomadas as atitudes.

Sendo assim, mais que simplesmente terceirizar, uma equipe com o uso de tecnologia, vai ficar totalmente focada nos assuntos financeiros.

Utilizamos aqui o exemplo do departamento financeiro, mas é muito com a aparição de cases de BPO nas áreas de tecnologia da informação, jurídica, entre outras.

O que melhora com BPO

De início, como propõe o conceito de BPO, ao terceirizar setores auxiliares de uma empresa, essa ação proporciona à companhia mais tempo e tranquilidade para focar em seu core business.

Quando há uma equipe cuidando desses outros departamentos, a atenção total passa a ser às atividades centrais – o que colabora com o crescimento do negócio.

O BPO agrega uma equipe completa, terceirizada, à total disposição da sua companhia. Essa medida costuma render menos gastos com equipe interna, contratação e treinamento de funcionários.

A economia também aparece em questões como atualização de processos e legislação, além de equipamentos e softwares.

Por falar em software, a presença do BPO em uma empresa traz consigo novidades em tecnologia e inovação.

Fonte: http://via.com.vc/2018/05/16/o-que-e-bpo-financeiro/